quinta-feira, 25 de março de 2010

Sr. DENGUCHO - ÚLTIMO GRANDE DIRECTOR DE MACAU



Abílio do Nascimento Martins Dengucho, nasceu em 17 de Maio de 1939 em Torre de Moncorvo, onde tem residência e é especialmente estimado como um dos filhos ilustres da terra.
Entrou no BNU em Lourenço Marques em Janeiro de 1957.
Foi para Macau em Abril de 1977.
O governador português do território pretendia criar um banco central em Macau, encerrando o Departamento local do BNU.
A ida do Sr. Dengucho para Macau destinou-se a defender as posições e interesses do BNU nesse projecto.

Com o Governador Português de Macau, Carlos Ascensão

O projecto acabou por não se concretizar, mas foi reconhecida a necessidade de alterar o sistema de emissão monetária, pondo em prática a autonomia financeira que o Estatuto de Macau tinha definido no ano anterior.
Estas alterações criariam no BNU a necessidade de se reorganizar a adaptar-se ao novo perfil das funções que veio a assumir em conjunto com o Banco da China.

Na Assembleia Nacional Popular em Pequim

O Sr. Dengucho, que já tinha tido um papel essencial e tinha demonstrado capacidade extraordinária na defesa dos interesses do BNU, na transferência dos diversos departamentos ultramarinos para os novos países nascidos da revolução de Abril, tinha a sua permanência em Macau prevista para 9 meses, acabou por ficar 18 anos.
Foi ele que dirigiu o BNU de Macau desde 1977 até praticamente 1995, data da sua aposentação.


Inauguração de agência do BNU em Zuhai, China

A este grande director se deve a actual permanência e papel preponderante que ainda conserva o BNU em Macau. À sua acção e dinamismo se deve igualmente a expansão do BNU naquela zona chinesa, abrindo novas agências tanto no território macaense como já dentro da China.

Inauguração de agência do BNU em Macau

Recordo-me que, durante a sua direcção do BNU Macau, acompanhou a Portugal uma delegação chinesa e pelo menos um grande jornal português que noticiou o acontecimento, dizia que a parte portuguesa era representada pelo sr. Deng Hucho. Fazia sentido. Quem não o conhecesse pensava que era mais um chinês.
Olá Sr. Dengucho, lá por trás dos montes, como é que tem passado?

Nota de Macau assinada pelo Sr. Dengucho, como Director Geral do BNU

2 comentários:

  1. Com o Governador Português de Macau, Carlos Ascensão... esta referência está errada. O Dr. Carlso Ascenção não foi governador de Macau. Foi deputado na Assembleia Legislativa (entre outros cargos) e uma pessoa relevante na história do território como podem verificar, por exemplo, no blog "Macau Antigo". Cumps e parabéns pelo v. blog. JB

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em boa verdade, para além de não ter sido Governador de Macau, chamava-se Carlos d'Assumpção.

      Eliminar