domingo, 27 de junho de 2010

BNU - Estado da Índia Portuguesa - Moedas de Rupias

Ao ler o artigo publicado pelo Rito Pereira sobre o BNU na Índia, lembrei-me de contar um episódio interessante relacionado com as moedas de rupias em prata que faziam parte dos valores que o Sr. Jorge Anastácio conseguiu trazer para Portugal, antes da anexação do Território pela União Indiana, em 1961.
Apesar dos objectos mais valiosos terem sido devolvidos pelo Estado Português ao Estado da Índia, ficaram na posse do BNU cerca de 230.000 moedas em prata, guardadas num cofre do edifício da Sede do BNU na Rua Augusta.
Pelo facto de, pela sua raridade, as moedas poderem ter grande procura no mercado de numismática, em 2003 sendo responsável pela Tesouraria Geral da CGD, procedi ao seu transporte para a casa forte deste Banco, operação complicada, pois pesavam muitas toneladas.
Depois das moedas terem sido limpas e catalogadas, as imagens das várias espécies foram colocadas no site da CGD para venda junto do público, tendo sido vendida uma quantidade muito significativa.
Para que os colegas possam tomar conhecimento dos diferentes tipos de moedas, publicam-se as suas imagens:













Quem pretender adquirir alguma destas moedas, poderá fazê-lo junto das Agências da CGD, ou directamente no site: CGD-Numismática

3 comentários:

  1. Vi e li o artigo pareceu-me interessante,

    ResponderEliminar
  2. Gostei do artigo e fui logo ao balcão da sede da CGD tentar fazer uma pequena encomenda. Mandaram-me voltar lá dois dias depois para levantar as rupias, resultado: Ninguem sabia do assunto, e mais grave, alguns não sabiam o que era rupias e perguntavam se não teria sido alguma moeda comemorativa. Ligaram então para a Tesouraria Geral e a resposta foi lírica: "No caso de terem existido estarão esgotadas."
    Não sei se é de rir ou de chorar.
    Ao amigo Matos o meu obrigado pelo óptimo artigo.
    Um abraço
    Araujo

    ResponderEliminar
  3. Obrigado Araujo.
    É frustante saber que, depois de me ter empenhado tanto em tornar as moedas de rupias vendáveis e de ter criado o site de numismática da CGD, passados 2 anos após a minha saída a situação seja a que tu relataste.
    Um grande abraço.
    Joaquim Matos

    ResponderEliminar